sangue

Você sabia que o sangue representa cerca de 7% do peso corporal de um indivíduo adulto? Pois é, e por não termos nenhum substituto a doação continua sendo indispensável para salvar vidas. 

Quatro é o número de vidas que podem ser salvas com uma única doação. Em apenas uma unidade de sangue doado pode ser fracionada em concentrado de hemácias, plasma, concentrado de plaquetas e crioprecipitado.

Mas, quando se trata de doação de sangue, muitas dúvidas surgem acerca do tema. Por isso, o nosso time no laboratório de exames e diagnósticos em Atibaia, separou algumas informações bem legais que podem te ajudar.

MITOS E VERDADES SOBRE A DOAÇÃO DE SANGUE

Doar sangue pode causar alterações no organismo?    
Mito. 
Entre os principais medos da população - e também um dos maiores mitos sobre o assunto - o ato de doar sangue não causa alterações na espessura ou viscosidade do sangue. Também não está relacionado ao surgimento de doenças, como anemia.

Doar sangue pode causar alterações no organismo?    
Mito. 
A doação de sangue também não emagrece, uma vez que a quantidade retirada é rapidamente recuperada pelo próprio organismo.        

A tatuagem impossibilita a doação de sangue?    
Depende. 
Se a tatuagem tiver ocorrido há pelo menos um ano, a doação de sangue pode ser realizada. Caso contrário, essa doação será recusada na triagem, devido à desconhecida procedência da agulha utilizada na tatuagem
O período de um ano é o necessário para verificar alguma alteração patológica no sangue. Já quem utiliza piercings pode ser impossibilitado de doar, independentemente do tempo em que colocou o acessório.        

Após a vacinação é preciso esperar algum tempo para doar sangue novamente?
Verdade. 
De acordo com a vacina aplicada, a pessoa deverá aguardar um tempo mínimo para poder doar sangue. Esse intervalo varia conforme o tipo da vacina.   
Por isso, recomenda-se a consulta prévia com um profissional do Banco de Sangue para saber quando será possível a realização da doação. A vacina para gripe, por exemplo, exige o prazo de um mês após a aplicação para a realização da doação.     

Quem tem prolapso da válvula mitral pode doar sangue?       
Verdade. 
Os portadores de prolapso de válvula mitral não possuem contraindicação para a doação de sangue. No entanto, indivíduos com essa característica podem tomar medicamentos que excluiriam essa possibilidade. Por isso, no momento da triagem, o doador deve informar todos os remédios que utiliza regularmente.
 
FONTE: Banco de Sangue do A.C.Camargo Cancer Center.