A VALE DIAGNÓSTICOS

É INFORMAÇÃO

LEIA MAIS SOBRE EXAMES

CONFIRA NOSSAS DICAS DE SAÚDE

FIQUE POR DENTRO DO VALE DIAGNÓSTICOS


Mitos e Verdades Sobre Diabetes

Chá ajuda no controle do diabetes? Veja 7 mitos e verdades sobre a doença!

Acompanhando o diagnóstico do diabetes, não faltam receitas milagrosas que prometem controlar a doença. Afinal, canela ajuda no tratamento? E os produtos dietéticos, eles podem ser consumidos sem moderação? 

“É fato que a dieta é parte fundamental no controle do diabetes, mas é necessário estar atento para não cair em armadilhas e colocar a saúde em risco. Informação é o principal meio para desmistificar alimentos ditos milagrosos”, avalia Fernando Valente, médico endocrinologista e coordenador de Comunicação da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

Pensando nisso, veja abaixo sete mitos e verdades sobre alimentação e diabetes!

Pessoa com diabetes não pode consumir frutas – MITO

Apesar de ricas em carboidratos, são alternativas saudáveis e podem ser consumidas em porções controladas. “Prefira as mais fibrosas, como maçã, pêra, limão e laranja. As com alto índice de gordura, como o abacate, também terão menor índice glicêmico e o carboidrato será absorvido lentamente”, orienta Valente. 

Importante lembrar que frutas contêm açúcar, a frutose, e, quando consumidas em excesso, podem contribuir para o descontrole glicêmico. Por isso, recomenda-se o máximo de quatro porções diárias. 

Produtos dietéticos só com moderação – VERDADE

Ainda que isentos do açúcar, produtos dietéticos nem sempre são mais saudáveis e podem, inclusive, ter mais calorias do que o alimento convencional, como é o caso do chocolate diet. Isso ocorre justamente para que seja mais palatável, mas pode representar risco para a saúde da pessoa com diabetes, que é mais propenso a doenças metabólicas, como colesterol alto. 

Mel pode ser ingerido livremente – MITO

Apesar de natural, o mel tem alto teor de frutose e glicose e, logo, sua ingestão deve ser controlada e compensada dentro de uma dieta balanceada. Mesmo com índice glicêmico menor que o açúcar refinado, ainda pode causar alterações na glicemia e prejudicar o controle do diabetes.

Bebida alcoólica pode ser consumida com moderação – VERDADE

Ela não está totalmente proibida, mas é preciso ter cuidado, já que ela aumenta o risco de hipoglicemia, especialmente nos pacientes que usam insulina ou medicamentos que estimulam a produção do hormônio. A Associação Americana de Diabetes (ADA) recomenda o consumo diário máximo de 1 dose para mulheres e 2 doses para homens, sendo 1 dose equivalente a 360 mL de cerveja (1 lata), 150 mL de vinho (1 taça) ou 45 mL de destilado.

Chá ajuda a controlar o diabetes? – VERDADE

Chás, assim como o café e a canela, possuem propriedades antioxidantes e apresentam bons resultados na redução da glicemia, porém não há estudos científicos de alto nível que evidenciem e garantam a eficácia de chás e plantas medicinais. Em geral, o chá faz bem para a saúde e podem ser incluídos na dieta – contudo, apesar de diminuir fatores que agravam o diabetes, não têm efeitos curativos. 

AGENDE SEU CHECK-UP DIABÉTICO, VALORES COM CONDIÇÕES ESPECIAIS

O preparo do alimento muda o índice glicêmico – VERDADE

O preparo e o acompanhamento influenciam no índice glicêmico do alimento. Por exemplo, o suco de laranja tem uma taxa maior do que a própria fruta, já que é consumida sem o bagaço, rico em fibras. No acompanhamento, incluir proteína ou gordura na refeição retarda a absorção dos carboidratos. 

Doces são completamente proibidos – MITO

Tal como as frutas, os doces podem ser consumidos com moderação. Porém, ainda precisam de maior atenção, uma vez que não apresentam quantidade considerável de fibras em sua composição. O excesso de glicose no sangue pode acarretar na oxidação excessiva de órgãos, sobretudo vasos sanguíneos, causando lesões renais e oculares, por exemplo. O ideal é consultar um nutricionista para analisar a melhor forma de incluir doce na dieta.

Mais informações?
Baixe agora o Manual de Contagem de Carboidratos para pessoas com diabetes, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Diabetes.

Check-up do diabetes, porque devemos fazer?

O Check-up do Diabetes é indicado para pessoas com diabetes que querem acompanhar de forma preventiva o metabolismo dos órgãos do corpo que podem sofrer com a doença.
Também é recomendado na identificação de um ou mais dos seguintes sintomas:
– Fome frequente; – Sede constante; – Vontade de urinar diversas vezes ao dia; – Perda de peso; – Fraqueza; – Fadiga; – Mudanças de humor; – Náusea e vômito. – Formigamento nos pés e mãos; – Infecções frequentes na bexiga, rins e pele; – Feridas que demoram para cicatrizar; – Visão embaçada.
A frequência de sua realização é determinada por um médico de acordo com as possíveis doenças e estilos de vida.

O que é o check-up diabético?

Check-ups regulares são uma ferramenta importante na gestão do Diabetes, esteja o paciente se sentindo bem ou não. O diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou falta de ação de insulina, causando complicações que podem não ser percebidas até muitos anos depois do início da doença, caso não haja acompanhamento e tratamento adequados.
Cada tipo do diabetes (tipo 1, tipo 2 e gestacional) requer um tratamento específico com acompanhamento médico.
O Check-up do Diabetes conta com 10 exames em um só check-up, dentre eles, está disponível a avaliação do funcionamento do rim, o metabolismo das gorduras e açúcar no sangue.
Não é necessário pedido médico para a realização dos exames.

Saiba mais:
EXAMES INCLUSVOS
COMO SE PREPARAR

Compartilhar:

Últimas Publicações

31 de janeiro de 2024

Prazo para realização do exame toxicológico é prorrogado; veja o calendário

6 de fevereiro de 2024

Fevereiro Roxo e laranja.

25 de outubro de 2023

Vale na Mídia: Jornal Tribuna de Joanópolis

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

© Copyright / 2023 • Vale Diagnóstico Laboratorial • Todos os direitos reservados – Desenvolvido por Hara Comunicação

Usamos cookies para nos permitir entender melhor como o site é usado. Ao continuar a usar este site, você concorda com esta política. Clique e saiba mais