A VALE DIAGNÓSTICOS

É INFORMAÇÃO

EXAMES

DICAS DE SAÚDE

INSTITUCIONAL


Vale na Imprensa: Covid, laudos para viagens internacionais

CONFIRA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA

Com a diminuição dos casos de covid-19, companhias aéreas se preparam para voltar à normalidade. No entanto, apenas os totens de álcool em gel, marcas no chão definindo distanciamento e a obrigatoriedade do uso de máscaras não são suficientes para evitar a contaminação pelo vírus.  

Pensando nisso, no fim de outubro a Organização Mundial da Saúde (OMS), fez novas recomendações sobre viagens aéreas internacionais. Entre as instruções, o Comitê de Emergência defende que todas as vacinas autorizadas pela OMS sejam reconhecidas como imunizantes eficazes contra o Coronavírus

Outra medida bastante requisitada, tanto por companhias aéreas, quanto por países, é o Teste RT-PCR, que atua detectando o padrão genético do vírus no organismo humano. Conhecido pela coleta de uma amostra da boca ou nariz do paciente, este é considerado um dos testes mais seguros para a detecção do vírus.

Confira algumas dicas sobre os protocolos sanitários para viagens internacionais: 

A carteira de vacinação serve como comprovante de imunização para viagens internacionais? 

“Hoje em dia alguns países já aceitam a vacinação completa como comprovante de imunização para viajar, contudo, muitos ainda requerem indispensavelmente também a realização do exame RT-PCR para que o passageiro possa entrar no país. Por isso, ao planejar uma viagem internacional, pesquise sobre os protocolos da empresa aérea e do país de destino para evitar imprevistos, mantendo assim a sua segurança”. comenta o Dr. Eduardo Henrique Branca, diretor administrativo da Vale Diagnósticos.  

Porque o exame RT-PCR ainda é requisitado por muitas companhias aéreas, mesmo para aqueles que já completaram a imunização? 

“O teste molecular RT-PCR é um excelente exame para assegurar a saúde de todos os passageiros a bordo. Sabendo que as cabines são pressurizadas, ou seja, local todo fechado, é de grande importância, ao meu ver, a utilização de exames como o RT-PCR e as medidas de higienização, para descartar uma contaminação em massa dentro deste ambiente.” 

Acreditamos que somente os cuidados oferecidos por algumas companhias aéreas não garantem a não disseminação deste vírus, pois mesmo com os cuidados de higienização da aeronave, o uso de máscaras e a lavagem das mãos, podem ainda ocorrer, por descuido da pessoa infectada, a contaminação de outros passageiros. Se uma pessoa que está embarcando está portando o vírus, a única forma de saber seria realizando o exame de RT-PCR. Sendo assim, conseguimos assegurar a saúde de outras pessoas a bordo deste mesmo voo. Por estes motivos acreditamos que a maior segurança ainda seria a realização do exame de RT-PCR para a covid-19”, explica Dr. Luís Henrique Staut Soares.

Para viajar para Montevidéu, no Uruguai, para a cobertura da final da Copa Sul-Americana entre Red Bull Bragantino x Athletico, os jornalistas Ana Oliveira e Filipe Granado, da equipe do Jornal Em Pauta fizeram o teste na Vale Diagnósticos e receberam laudo em inglês e espanhol, facilitando o embarque.

Compartilhar:

7 de junho de 2022

Covid longa: estudo registra 23 sintomas mais de um ano após infecção

3 de fevereiro de 2022

Fevereiro laranja: alerta sobre leucemia, câncer que afeta o sangue

19 de novembro de 2021

Vale na Imprensa: Covid, laudos para viagens internacionais

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER

© Copyright / 2021-2022 • Vale Diagnóstico Laboratorial • Todos os direitos reservados – Desenvolvido por Hara Comunicação

Usamos cookies para nos permitir entender melhor como o site é usado. Ao continuar a usar este site, você concorda com esta política. Clique e saiba mais